Não patrocine massacres. Boicote produtos israelenses.

Não patrocine massacres. Boicote produtos israelenses.

domingo, 2 de outubro de 2011

O que a Imprensa-empresa nunca irá mostrar, nem dizer:

================================================

I - SEJA KADDAFI O BIZARRO QUE FOR, A ONU CONSTATOU EM 2007 QUE A LÍBIA TINHA:

================================================



1 - Maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da África (até hoje é maior que o do Brasil);



2 - Ensino gratuito até à Universidade;



3 - 10% dos alunos universitários estudavam na Europa, EUA, tudo pago;



4 - Ao casar, o casal recebia até 50.000 US$ para montar casa;



5 - Sistema médico gratuito, rivalizando com os europeus. Equipamentos de última geração, etc.;



6 - Empréstimos pelo banco estatal sem juros;



7 - Inaugurado em 2007, o maior sistema de irrigação do mundo, vem tornando o deserto (95% da Líbia) em fazendas produtoras de alimentos.;





=================================

II - PORQUE "DETONAR" A LÍBIA ENTÃO?

=================================



Três principais motivos:



1 - Tomar o seu petróleo de boa qualidade e com volume superior a 45 bilhões de barris em reservas;



2 - Fazer com que todo o mar Mediterrâneo fique sob o controlo da OTAN. Só falta agora a Síria;



3 - E provavelmente o principal:



- O Banco Central Líbio não é atrelado ao sistema financeiro mundial.



- As suas reservas são toneladas de ouro, que dão respaldo ao valor da moeda, o dinar, que desta forma está resguardado das flutuações do dólar.



- O sistema financeiro internacional ficou possesso com Kaddafi, após ele propor, e quase conseguir, que os países africanos formassem uma moeda única desligada do dólar.



==========================================

III - O QUE É O ATAQUE HUMANITÁRIO PARA LIVRAR O POVO LÍBIO:

==========================================



1 - A OTAN comandada, como se sabe, pelos EUA, já bombardearam as principais cidades Líbias com milhares de bombas e mísseis em que um único projétil é capaz de destruir um quarteirão inteiro. Os prédios e infra estruturas de água, esgotos, gás e luz estão sèriamente danificados;



2 - As bombas usadas contêm DU (Urânio depletado) que tem um tempo de vida de cerca de 3 bilhões de anos (causa cancro e deformações genéticas);



3 - Metade das crianças líbias estão traumatizadas psicologicamente por causa das explosões que parecem um terremoto e racham as estruturas das casas;



4 - Com o bloqueio marítimo e aéreo da OTAN, as crianças sofrem principalmente com a falta de medicamentos e alimentos;



5 - A água já não mais é potável em boa parte do país. De novo as crianças são as mais atingidas;



6 - Cerca de 150.000 pessoas por dia, estão deixando o país através das fronteiras com a Tunísia e o Egito. Vão para o deserto ao relento, sem água nem comida;



7 - Se o bombardeio terminasse hoje, cerca de 4 milhões de pessoas estariam precisando de ajuda humanitária para sobreviver: Água e comida.



De uma população de 6,5 milhões de pessoas.



Em suma: O bombardeio "humanitário", acabou com a nação líbia. Nunca mais haverá a "nação" Líbia tal como dias de hoje.

2 comentários:

WALTER BARROS disse...

PAZ

Nestes séculos quantas guerras tivemos ceifando vidas inocentes,para ilustrar vejamos algumas entre povos amigos e irmãos. As Cruzadas (1096 a 1291), Guerra de Secessão nos Estados Unidos (1861-1865), Guerras da Unificação da Itália (1848 a 1866), Guerra da Barba (1152 a 1453), Guerra dos Cem Anos (1337 a 1453), Guerra das Duas Rosas (1455 a 1485), I Guerra Mundial (1914 a 1918), II Guerra Mundial (1939 a 1945), Guerra das Coréias, Vietnã, Irã e Iraque, essas são apenas algumas guerras que durante séculos macularam a história da humanidade. Hoje, em pleno século 21, vemos algumas atrocidades ainda acontecerem, como na Somália e outros países em que o povo simples esta morrendo não por balas, mas de fome, causada pela falta de escrúpulos de governantes que pesam apenas no poder em detrimento deste povo, pois roubam a comida enviada pela ajuda humanitária mundial para depois venderem e comparem mais armas. A humanidade em sua maioria absoluta não quer mais guerras seja de forma qualquer, PAZ é que todos pedem e uma das mais simbólicas busca por esta PAZ está no Oriente Médio, com o reconhecimento mútuo entre Judeus e Palestinos, como Estados Plenos e Independentes. São irmãos, filhos do mesmo pai Abraão (para os judeus) e Ibrahim (para os palestinos), Isaque (descendentes os judeus) e Ismael (descenderes os palestinos). Com a morte de Abraão ou Ibrahim, o mesmo não deixou testamento de quem seriam as terras, por isso esta luta. Passados séculos, neste ano de 2011 temos a oportunidade de dividir a Terra Santa, entre os irmãos Judeus e Palestinos, se fizerem uma enquete mundial verão que mais de 90% do povo quer a PAZ naquela região. Somos judeus ou palestinos, somos acima de tudo irmãos que queremos viver em paz,sem sermos dominantes e nem dominados, as Nações Unidas tem neste final de ano a oportunidade de colocar um final a uma guerra que não tem mais sentido em existir. Que a palavra PAZ seja, mais forte que a econômica ou bélica, religiosa ou ateia, judaísmo ou islamismo, ou qualquer outra que de conotação a ceifar vidas inocentes que num futuro próximo venham a serem os governantes deste países soberanos, sempre sentados na mesma mesa e usufruindo do Kasher e do Musakhan, esta será a maior prova que a humanidade tem como dizer temos a plena PAZ. Que este ano de 2011 seja coroado com o reconhecimentos de ambos os povos mutuamente. Shalon-Salaam.

Palestina livre disse...

Belas palavras, Walter Barros. É o que todos queremos... A PAZ. na guerra não há vencedores, apenas derrotados.