Não patrocine massacres. Boicote produtos israelenses.

Não patrocine massacres. Boicote produtos israelenses.

sábado, 15 de janeiro de 2011

Caro Egberto Gismonti, às vezes a música não pode estar separada da política

Abaixo a tradução do email do Ofer (e mais abaixo o email original em inglês), um ativista israelense do grupo BFW- Call from Within (Chamada desde dentro) que apóia o BDS (Boicote Desinvestimento e Sanções) e que escreveu a carta abaixo para o Egberto Gismonti.

Caro Egberto Gismonti,
Somos um grupo de cidadãos israelenses que apóiam a campanha de Boicote, Desinvestimento e Sanções (BDS) contra as políticas de Israel de ocupação, de racismo e de apartheid. Além disso, muitos de nós são ativistas veteranos que têm adotado essa posição depois de anos de tentativa de pôr fim a estas políticas por outros meios.
Estamos entre os seus fãs. Em nossa opinião, a sua música reflete a natureza misteriosa e encantadora da natureza virgem do Brasil, bem como a diversidade musical de seus povos indígenas, em particular. Por respeito à sua personalidade e suas realizações, nós gostaríamos que você soubesse que a sua visita planejada para Israel será um ato político, assim como uma decisão de não se apresentar em Israel. Acreditamos também que essa visita servirá para legitimar as políticas de Israel, que certamente você não apóia. Algumas das razões para esta nossa opinião seguem.
Os artistas internacionais que estão vindo se apresentar em Israel estão envolvidos com o governo de Israel e são utilizados como ferramentas de propaganda. Um desses grupos é Artists 4 Israel, em cujo blogroll você pode ler um endosso público entusiástico (http://artists4israel.blogspot.com/2010/12/dear-vanessa-paradis-johnny-depp-karl.html) enviado para Johnny Depp, Vanessa Paradis e três outras celebridades, que estão agendadas para visitar Israel em breve. Este grupo bem financiado, talvez o principal movimento contra-BDS, o projeto Hasbara (de defesa) em Israel, também defende o projeto ilegal e violento de assentamento (http://www.friendsofariel.org/sslarticlenav.php?id=155 ) em consonância com as políticas oficiais israelenses. Há também outras maneiras em que os artistas que se apresentam em Israel estão associados com as políticas israelenses. Por exemplo, quando Elton John se apresentou aqui no ano passado, bandeiras israelenses foram balançadas por membros do público.
De acordo com nossa experiência, quando os artistas vêm para tocar em lugares mainstreans israelenses, eles ajudam os líderes a mascarar os problemas. As coisas continuam como sempre, e não há necessidade de questionamentos ou reforma.
Israelenses já ouviram mensagens (sinceras e benevolentes) de paz de muitos artistas que vieram se apresentar aqui. O grande músico, Paul McCartney insistiu em se apresentar pela paz. No entanto, mesmo o grande Beatle não fez nenhum impacto com suas palavras, porque suas ações toleraram e apoiaram as políticas de nossas lideranças.
Em contraste com isso, a ação corajosa de se recusar a participar de uma democracia de fachada ainda pode inspirar muitas pessoas que já admiram sua música: A maioria dos cidadãos de Israel apoiou a atroz "Operação Cast Lead" (http://www.jpost.com/Israel/Article.aspx?id=127132 ), em que bombas de fósforo foram lançadas sobre áreas densamente povoadas, centenas de crianças foram mortas e milhares de casas foram demolidas. Quando o cancelamento de Elvis Costello e Gil Scott-Heron foram anunciados, os israelenses foram obrigados a analisar o porquê do cancelamento. Mais tarde, depois do ataque mortal de Israel à flotilha da liberdade (o esforço internacional para levar ajuda e atenção a Gaza), os Pixies também cancelaram sua apresentação em Israel. Novamente, artigos e programas de televisão debateram a decisão e os efeitos dos ataques injustificados de Israel contra Gaza e contra os ativistas. No entanto, sem lembretes constantes, a sociedade israelense tende a voltar rapidamente para sua rotina de "business as usual".
Em vista disso, estamos pedindo a você para se juntar ao crescente grupo de músicos e escritores que se recusam a participar de eventos que perpetuam a impunidade do nosso governo, e se abstenha de se apresentar em Israel, até que as suas políticas de ocupação de racismo e de apartheid sejam invertidas .
Teremos prazer em responder a quaisquer perguntas ou comentários que os membros da banda possam ter.

Atenciosamente,

Ronnen Ben-Arie
Shir Hever
Eytan Lerner
Em nome da
BOICOTE! Apoiando a chamada palestina para o BDS, Call From Within (ativistas israelenses para o BDS)
email : xboycott.israelx@gmail.comweb: www.boycottisrael.info7

Nenhum comentário: